• ]
 

O Lóris

Obs: Aos amigos que queiram divulgar o texto abaixo, por gentileza citem a fonte: www.lorispassaros.com.br

      É uma das espécies com mais sub-espécies da família dos psitacídeos. No Brasil, nos últimos anos tem ganhado espaço com importações e vem sendo bastante criadas, pois são pássaros de temperamento alegre em geral. O Lóris arco-íris, foi um dos primeiros e mais populosos no Brasil.

      Existem 12 espécies de Lóris, subdividindo-se em mais de 60 sub-espécies.

 

1) Chalcopsitta

Chalcopsitta Atra

Chalcopsitta Duivenbodei

Chalcopsitta Sintillata

Chalcopsitta Cardinalis

 

2) Eos

Eos Cyanogenia

Eos Squamata

Eos Reticulata

Eos Histrio

Eos Bornea

Eos Semilarvata

 

3) Pseudeos

Pseudeos Fuscata

 

4) Trichoglossus

Trichoglossus Ornatus

Trichoglossus Forsten

Trichoglossus Weberi

Trichoglossus Capestratus

Trichoglossus Haematodus

Trichoglossus Rosenbergi

Trichoglossus Moluccanus

Trichoglossus Rubritorquis

Trichoglossus Euteles

Trichoglossus Flavoviridis

Trichoglossus Johnstoniae 

Trichoglossus Rubiginosus 

Trichoglossus Chlorolepidotus

 

5) Psitteuteles

Psitteuteles Versicolor

Psitteuteles Iris

Psitteuteles Goldiei

 

6) Lorius

Lorius Hypoinochrous

Lorius Lory 

Lorius Albidinuchus

Lorius Chlorocercus

Lorius Domicellus 

Lorius Garrulus

7) Phigys

Phigys Solitarius

 

8) Vini

Vini Australis

Vini Kuhlii

Vini Stepheni

Vini Peruviana

Vini Ultramarina

Vini Sinotoi (Extinto)

Vini Vidivici (Extinto)

 

9) Glossopsitta

Glossopsitta Concinna

Glossopsitta Pusilla

Glossopsitta Porphyrocephala

 

10) Charmosyna

Charmosyna Palmarum

Charmosyna Rubrigularis

Charmosyna Meeki

Charmosyna Toxopei

Charmosyna Multistriata

Charmosyna Wilhelminae 

Charmosyna Rubronotata

Charmosyna Placentis

Charmosyna Diadema 

Charmosyna Amabilis

Charmosyna Margarethae

Charmosyna Pulchella

Charmosyna Josefinae 

Charmosyna Papou

 

11) Oreopsittacus

Oreopsittacus Arfaki

 

12) Neopsittacus

Neopsittacus Musschenbroekii

Neopsittacus Pullicauda

 

      Originários da Ásia e da Oceania, no geral são aves bastante extrovertidas, simpáticas, carismáticas e engraçadas. Como pássaros de estimação sabem compreender você e estão dispostos a satisfazer as suas necessidades e apoiar os seus aspectos negativos. A dieta de um lóris basicamente são frutas maduras e néctar (que é essencial na alimentação de um lóris) e menos frequentemente pode se oferecer alimento seco. 

 
Mutações/Cores:

em breve.

 

Alimentação:

em breve.

     

Reprodução:
 
em breve.


Anilha:

     

anilha_fob

      A anilha é utilizada para controle e identificação das aves, ou seja, é um Registro da ave. Para os Bourkes, são utilizadas anilhas da FOB (Federação Ornitológica do Brasil), onde contém os dados: Sigla da FOB, Código do Criador, Ano de Nascimento, Sigla do Clube e Número do Anel Sequencial.

 

      Cada lóris tem um tamanho esoecifico, verifique aqui a tabela: site_fob.jpg . O custo de cada anel é tabelado pela FOB, sendo na faixa de R$3,00 cada. Para cada espécie existe um tamanho específico de anilha e a solicitação da anilha deve ser feita junto ao clube em que o criador faz parte que então solicita à FOB a confecção das anilhas.



      As anilhas para marcação das aves seguem um padrão de cores, o que facilita a identificação da idade dos pássaros. As cores são utilizadas mundialmente, sendo:

cores_anilha

 


      


      Atente-se quanto ao tempo para solicitação, pois geralmente demora cerca de 20 a 30 dias para que você receba as anilhas, portanto planeje-se para que as anilhas estejam com você quando os filhotes nascerem.

      O anilhamento é um procedimento simples e deve ser feito em torno de 7 dias de vida do pássaro. Faça inspeção no ninho para verificar o tempo certo para colocação da anilha, pois alguns crescem um pouco mais rápidos e outros precisam ser anilhados depois. Também atente-se após anilhamento se a anilha se manteve no pássaro, pois em alguns casos a fêmea tende à tirar ou sair sozinha.

Curiosidades:

      Sobre a FOB - A FOB é uma associação de clubes de aves domésticas e exóticas que agrega 4,5 mil criadores. A entidade presta orientação sobre condições adequadas para a ornitologia doméstica e exótica de acordo com a Legislação brasileira e repudia o tráfico e comércio ilegal de aves. Há 65 anos, a Federação concentra seus esforços para desenvolver a atividade da ornitologia doméstica no Brasil, ganhando posição de destaque no cenário internacional. A FOB confecciona em média 750 mil anilhas por ano.

      Para participar de campeonatos, a ave necessariamente precisa ser anilhada e com anilha oficial da FOB.  O criador deve se associar previamente a um clube de criadores de aves filiado à FOB, somente dessa forma consegue-se anilha dessa entidade.


Dicas:


Potes/Comedouros:

      Dê preferência para potes de porcelana, além de fácil limpeza ele acumula menos sujeira, minimizando os problemas de saúde da ave. Também, existem comedouros de porcelana com grades, para o caso de alguns Lóris que gostam de “brincar” com a comida, desperdiçando bastante. A grade ajudará muito a minimizar essa perda e lembre-se: Nunca tente reutilizar alimentos que cairam no fundo da gaiola!

2.jpg

Brinquedos:


     
Você mesmo pode fazer o brinquedo, com poleiro (de preferência o de pinus de cor bem clara), fazendo o tingimento com anilina comestível na cor que quiser. É um procedimento fácil e rápido, na internet encontrará videos de como proceder para fazer o tingimento de madeira com anilina comestível, mas o procedimento é simples: Corte os pedaços de madeira, fure-os, coloque água para ferver e adicione anilia comestível até chegar a cor que quiser (quanto menos água e mais anilia, terá cores bem bacanas) deixe ferver por 2 minutos e deixe secar sob um pano ou guardanapo de papel. Após, monte os brinquedos conforme sua imaginação, pode utilizar peças de plásticos que não sejam tóxicos, pedaços de couro crú etc. enfim, dê asas à sua imaginação. 
Todo psitacídeo gosta de interagir com brinquedos, mesmo sendo ave arisca e também precisam roer algo para desgastar o bico. Caso não tenha um brinquedo, muito provavelmente ela bicará o poleiro. 
Portanto, indicamos que seja colocado algum brinquedo de madeira, encontrado facilmente em lojas do ramo. Não precisa ser muito grande, mas o melhor é o de madeira colorido, pois eles adoram bicar.

 

 
Banho de sol:
 
      A gaiola ou viveiro da seu loris fica algum período do dia exposta ao sol? Preferencialmente no período da manhã, caso sim, ótimo! Caso não vamos lá: As aves enxergam os raios UV que fazem parte da luz natural do sol. Elas utilizam os raios UV para a alimentação e para a reprodução.
 
      Uma ave em cativeiro pode ficar privada da radiação UV. Os raios UV da luz do sol que entra pela janela são eliminados por vidros e cortinas. Além disso, as fontes normais de iluminação doméstica não emitem UV. A vida sem os raios UV para as aves seria como se os seres humanos vissem tudo a preto e branco.

      Quando um pássaro não tem acesso a luz solar direta, a luz UV deve ser fornecida. A luz utilizada comercialmente não oferece os raios UV e distorcem a cor natural do pássaro. No mercado existem lâmpadas própria que foram projetadas para fornecer o nível correto de UV para o pássaro, e exibir suas cores verdadeiras. 
Essas lâmpadas não são baratas, mas criadores que utilizam reconhecem os benefícios. Mas, “igual ao sol, não há”! Ou seja, tente adaptar para que o viveiro ou gaiola passe algum tempo do dia, preferencialmente na parte da manhã no sol. Ou mesmo que uma vez por semana, você tenha que levar a gaiola para que o pássaro tome banho de sol, é muito importante.
 
 
Limpeza/Desinfeção:
 
      É importante que o local da criação seja limpo constantemente, pois caso contrário, ocasionará no aparecimento de pragas como: piolhos, formigas, carunchos etc. Os poleiros devem ser lavados de acordo com a necessidade, verifique e acompanhe quando é hora de lavá-los. Para lavar, utilize sabão neutro, enxague bem e deixe secar ao sol. Já o ambiente, deve ser lavado o mínimo de uma vez por semana.  Existem vários desinfetantes próprios para limpeza de planteis, custam em média de 30,00 e duram bastante tempo, pois são concentrados. Para o fundo das gaiolas e grades, também utilize lavagem com sabão neutro e secagem ao sol. Lembre-se: a perda de um pássaro tem um prejuízo financeiro muito maior do que um custo para aquisição de materiais de limpeza e tempo para execução, além de trazer uma perda sentimental. Portanto, cuide da sua ave! 
 
Doenças:

      Não falaremos aqui especificamente de cada aspecto ou doença, pois existem muitas e também qualquer problema de saúde deve ser acompanhado por um veterinário. 
O que orientamos é que sempre verifique a saúde do seu pássaro, seja com acompanhamento diário (olhando bem as aves) ou através de exames laboratoriais. Existem vários laboratórios que fazem exames específicos para cada tipo de doença em ave ou o check-up das principais doenças, a fim de monitorar a boa saúde das aves. Não dê medicamento sem necessidade para sua ave e muito cuidado com antibiótico, apenas com orientação veterinária forneça.
 
      Mas, saiba que para evitar muitas doenças, a higiêne é fundamental, ou seja, um local sempre limpo e desinfetado com certeza será local propício à boa saúde dos pássaros.
 
      Piolhos: Uma dica para este mal que qualquer ave está exposta, pois eles chegam até mesmo através do vento (alguma ave que passou por perto etc), é sempre verificar se a ave “se cossa” com as patas. Caso positivo, pode ter certeza que está com piolho (ou algum tipo de sarna ou ácaro). Extinguir com os piolhos de uma vez por todas é praticamente impossível, pois como falamos acima, pode vir de qualquer lugar, de uma ave que passou pelo local (pardais, pombas...), então a manutenção é o mais indicado. Durante 2 ou 3 dias, utilize 3 gotas de vinagre de maçã na banheira, para que o pássaro tome banho. Faça isso a cada 3 meses, mesmo que ele não apresente sinais de piolhos. Caso a infestação de piolho for grande, pois pode ocorrer em tempo quente e principalmente dentro de ninhos no período de choca, imediatamente limpe toda a gaiola, verificando todos os “cantinhos”, principalmente os frestas dos poleiros, limpe muito bem os ninhos, se for necessário, troque por um novo e jogue fora o atual.
 
      No mercado pode ser encontrado óleo de neem, que é um repelente natural contra piolhos. Também existem folhas de neem desidratadas, que podem ser colocadas junto com a serragem dos ninhos. Mesmo assim, caso a população de piolhos continue, faça uma dedetização com piolhicida. (Prefira piolhicida liquido e aplique próximo das gaiolas). Também existem piolhicida em pó, porém são produtos tóxicos (venenos) e com o vento, pode levar até os olhos das aves, comidas etc.. causando irritação e malefícios à saúde das aves.
 

Quarentena:

      O que significa quarentena? - É uma denominação dada ao isolamento temporário de aves em geral, ao chegarem a um novo ambiente, para avaliação de seu estado como medida preventiva de controlo de doenças e com isso evitar a sua transmissão.

      O período aproximado da quarentena é de 20 a 30 dias.

      Durante a quarentena, as aves recém-chegadas ficam acomodadas em ambiente isolado do restante da criação e, nesse período, quando possível, devem ser feitos exames clínicos e laboratoriais (parasitológico de fezes), etc, para que as aves possam ser devidamente tratadas antes de serem transferidas para o mesmo local das restantes aves, evitando assim possíveis problemas de saúde.


Curiosidades:

     - Um sexto das espécies do mundo de “bico-torto” são de origem australianas.

     - Os psitacídeos são compostos por aproximadamente 360 espécies de 80 gêneros que inclui aves muito populares como os Papagaios, Periquitos, Calopsitas, Araras, Maracanãs, Forpus, Cacatuas entre diversos outros.

     - As principais características dessas aves Psittaciformes é o formato do bico encurvado onde a mandíbula superior recurva sobre a inferior, adaptação que a Natureza fez permitindo à perfeita alimentação a base de sementes e frutas.

      - Psitacídeos são normalmente muito coloridas e algumas espécies são capazes de aprender a reproduzir alguns sons de fala humana. Os Psittaciformes têm distribuição geográfica vasta, ocupando as regiões quentes e temperadas de todos os continentes. A maior biodiversidade do grupo encontra-se na Oceania, América Central e América do Sul.

      - Os psitacídeos são algumas das aves mais inteligentes e que possuem o cérebro mais desenvolvido. Quando criadas à mão, facilmente se tornam mansos e excelentes animais de estimação para toda a família. Têm a capacidade de imitar com grande exatidão todos os tipos de sons, incluindo palavras.

      - Chocadeiras: Uma revista publicada na Grã-Bretanha durante a II Guerra Mundial descrevia uma chocadeira como uma "caixa de madeira com água quente e uma cortina". Uns dos primeiros métodos de incubação incluíam o calor do esterco apodrecido para aquecer os ovos. Os egípcios tinham um método melhor para chocar que usava uma construção cilíndrica com fogo em sua base. Os ovos que estavam chocando eram colocados em um cone invertido que era parcialmente coberto em cinzas, mas isso impedia a chuva de entrar. No ano 400a.c., Aristóteles registrou que as mulheres da Grécia na época colocavam os ovos sob seus seios para mantê-los aquecidos. Chocadeiras automáticas só foram inventadas por Reamur no ano de 1749 em Paris. A primeira máquina comercial foi feita por Hearson no ano de 1881.

 

Obs: Aos amigos que queiram divulgar o texto acima, por gentileza citem a fonte: www.lorispassaros.com.br

 

Nossos Parceiros:

 
 
www.lorispassaros.com.br - 2017 - Desenvolvimento: